Só nos primeiros 14 dias deste ano, Minas registrou 677 casos prováveis de dengue, conforme balanço divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), nessa terça-feira (14). A média é de 48 infecções a cada 24 horas em 2020. Não há, até o momento, notificações graves.

O boletim epidemiológico também trouxe os dados de 2019, quando foram confirmados 173 óbitos. Há ainda outras 101 mortes suspeitas. Neste ano, um óbito está em investigação.

Em relação à febre chikungunya, a SES informou que foram registrados 2.828 casos prováveis em 2019. Desse total, 48 gestantes, sendo 12 com confirmação laboratorial. Em 2020, até o momento, são oito notificações.

Já a zika teve 703 registros no ano passado e, em 2020, um caso em Jampruca, no Vale do Rio Doce. O boletim epidemiológico completo pode ser visto nos links abaixo:

  • Clique aqui e confira o Boletim Epidemiológico de Monitoramento dos casos de Dengue, Chikungunya e Zika Vírus da SES-MG (atualizado em 14/01/2020).
  • Clique aqui e confira a Tabela de Casos Prováveis de Dengue por município nas quatro últimas semanas epidemiológicas (atualizada em 14/01/2020).
  • Clique aqui e confira a Tabela de Casos Prováveis de Dengue por município em 2019 (atualizada em 14/01/2020).
  • Clique aqui e confira a Tabela de Casos Prováveis de Chikungunya por município em 2019 (atualizada em 14/01/2020).
  • Clique aqui e confira a Tabela de Casos Prováveis de Zika por município em 2019 (atualizada em 14/01/2020).