A postagem de um colégio católico de Itaúna, no Centro-Oeste de Minas Gerais, causou repercussão negativa nas redes sociais nesta terça-feira (1). A publicação, que já foi retirada do perfil oficial da instituição no Instagram, criticava o uso de roupas curtas e insinuava que a mulher seria responsável por ser estuprada.

"Quando a mulher decide expor partes do corpo que deveriam estar cobertas se torna uma sedutora, partilhando assim a culpa do homem. De fato, os Teólogos ensinam que o pecado da sedutora é muito maior que o pecado do seduzido".

Postagem machista colégio

Após a repercussão negativa, a mensagem foi apagada e outra foi postada pedindo desculpas pelo fato. "Foi feita uma mensagem indevida por quem administra nossas redes sociais. Apesar de concordarmos com a modéstia no vestir, o texto em questão deixou margem para interpretações que não são as do colégio. Pedimos desculpa". 

postagem machista colégio

A reportagem tentou, mas não conseguiu contato com a escola.