A 11ª edição do Prêmio Itaú-Unicef divulgou na noite desta quinta-feira (1) os quatro projetos vencedores regionais no estado de Minas Gerais. As iniciativas, desenvolvidas em parceria entre ONGs e escolas públicas, irão agora concorrer com projetos de todo o Brasil. Em novembro, a premiação revelará os vencedores nacionais. O anúncio foi realizado nesta noite, em Belo Horizonte, no Museu Inimá de Paula.

Foram premiados os projetos: “Nossa História no Museu e na Fotografia”, da Associação Comunitária do Bairro Tony (Ascoton) e Escola Municipal Sebastião Gomes, de Ribeirão das Neves; “Semear” da Associação Casa Arte Vida Lopes Assistência Social e Escola Municipal José Dôndici, de Lima Duarte; “Eu, Você e a Escola, Educação que Transforma” do Projeto Caminhando Juntos e Escola Estadual João Cesar de Oliveira, de Diamantina; “Projeto Vida” da OSC Associação Jaibense de Apoio ao Menor (AJAM) e Escola Estadual Prof. Clara Menezes Dias, de Jaiba.

Cada escola e organização social responsáveis pelos projetos vencedores regionais receberá R$ 25 mil. Os projetos passam a concorrer na etapa nacional, quando concorrem a mais R$ 100 mil. Os recursos devem ser investidos no projeto premiado e em ações de Educação Integral.

Projeto

O Prêmio Itaú-Unicef é uma iniciativa da Fundação Itaú Social e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec). O objetivo é reconhecer, estimular e dar visibilidade ao trabalho em parceria entre organizações da sociedade civil e escolas públicas para a educação integral de crianças e adolescentes. O Prêmio oferece, ainda, formação para profissionais que atuam em projetos de educação integral.