A Praça da Estação, no Centro de Belo Horizonte, já começou a ser reformada para a implementação da nova iluminação. A obra faz parte da terceira etapa do projeto "Iluminação de Destaque", que tem como intuito valorizar a importância e ampliar a sensação de segurança para a população em 13 pontos da capital.

No local, serão substituídos os projetores das 12 torres da esplanada de eventos. A iniciativa é desenvolvida pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), por meio da BHIP, concessionária responsável pela iluminação pública da cidade. A conclusão das reformas está prevista para fevereiro deste ano. 

Além da Praça da Estação, o Parque Municipal, o Museu de Artes e Ofícios e a Praça Rui Barbosa, na região Central, também serão contemplados. Entre as ações, estão a instalação de novos postes, substituição de luminárias atuais por modelos decorativos de LED, além de instalação de projetores e luminárias nos monumentos e fontes. Circuitos e postes passarão por aterramento, e todos os eletrodutos e cabeamento serão trocados por novos, informou a PBH.

O projeto “Iluminação de Destaque” foi dividido em três fases. A primeira contemplou a reestruturação completa da iluminação da Praça da Liberdade e entorno; Praça Duque de Caxias, no bairro Santa Tereza, na região Leste; Praça do Papa, no Mangabeiras, na regional Centro-Sul, e Mirante das Mangabeiras. Todas as obras foram entregues em outubro de 2018. 

O segundo passo envolveu a renovação luminotécnica do Conjunto Arquitetônico da Pampulha, principal cartão-postal da capital.
 
No Parque Municipal, haverá a instalação de 76 novos postes para melhoria da Iluminação no entorno das duas lagoas, área de convivência, áreas de caminhamento da ronda noturna, alamedas principais, jardins e próximo ao orquidário.

Leia mais:

Temperatura em Belo Horizonte pode chegar a 31ºC nesta terça-feira; veja a previsão do tempo
Inflação dispara na pandemia e alta do custo de vida deve acelerar ainda mais em 2021