O prazo determinado pelo governo de Minas às mineradoras para a entrega de informações sobre as 31 barragens em nível de emergência no Estado terminou nesta quarta-feira 12). A situação de quatro estruturas não foi apresentada.

O governo estadual e o Ministério Público (MPMG) deram 24 horas para que as empresas enviassem dados relativos ao impacto das chuvas nos reservatórios e ações previstas para manutenção e monitoramento. Caso não fosse cumprido, multas de até R$ 128 mil poderiam ser aplicadas. 

A lista com 27 barragens que apresentaram os dados e as quatro sem o "atestado de segurança" não foi divulgada. Procurado, o governo do Estado ainda não respondeu se punições foram aplicadas. A Vale é responsável por 29 estruturas e as outras duas são administradas por CSN e ArcelorMittal.

Veja a lista das 31 barragens com a localização, o nível de emergência e a mineradora responsável.

Leia mais:
Imagens mostram momento em que dique de barragem transborda em Nova Lima; veja vídeo
Número de cidades mineiras em situação de emergência pelas chuvas mais que dobra em um dia