Os familiares das vítimas do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho tiveram prazo ampliado para aderir ao acordo de reparação, firmado entre o Ministério Público do Trabalho e a Vale. O acordo, relativo ao pagamento de indenizações por danos morais e materiais decorrentes do desastre, poderá ser feito até 15 de julho de 2021.

A ampliação do prazo para adesão ao acordo inicial foi formalizada, por meio de um termo aditivo homologado nesta quinta-feira (20), após consenso entre procuradores do Ministério Público do Trabalho (MPT), sindicatos, a Defensoria Pública da União e representantes da mineradora. Esse acordo específico não é válido para sobreviventes da tragédia, que contabilizou 270 mortos.

Leia mais:
Atriz desenvolve obra que conecta tragédia de Brumadinho à pandemia
Corpo de Bombeiros anuncia retomada das buscas em Brumadinho após cinco meses de interrupção