A Prefeitura de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, informou nesta quinta-feira (15) que instaurou uma auditoria para apurar as irregularidades envolvendo a vacinação contra a Covid-19 do deputado estadual Irineu Inácio da Silva (PSL). O parlamentar, de 63 anos, recebeu a dose em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) da cidade, onde, até o momento, estão sendo imunizados idosos acima de 65 anos. 

"De acordo com as primeiras apurações, o deputado burlou a triagem, se dirigindo diretamente à sala de vacinação da unidade de saúde sem, antes, passar pela triagem onde são conferidos todos os documentos dos usuários. Somente após a aplicação da vacina, os profissionais de saúde confirmaram que o mesmo não pertence ao grupo cuja faixa etária é contemplada atualmente pelo Plano Municipal de Imunização". 

Em comunicado publicado em uma rede social, Professor Irineu, como é conhecido, confirmou ter sido vacinado nessa quarta-feira (14). Ele afirma que ligou para o posto de saúde e recebeu a informação de que pessoas com 63 anos estavam sendo imunizadas. Mas, quando chegou chegou ao local, ele foi informado que a vacinação estava sendo realizada em pessoas de 65 anos.

Ainda de acordo com a nota, ele foi orientado a aguardar e "caso houvesse sobra o mesmo poderia ser imunizado. E assim procedeu".

O parlamentar explicou que possui residência na cidade e que não houve "nenhuma ilegalidade". A aplicação da segunda dose está marcada para 12 de maio.

Ainda segundo a Prefeitura de Betim, "após identificados todos os responsáveis pela vacinação irregular, as medidas cabíveis serão tomadas com o máximo rigor".