Gestantes que moram em cidades mineiras conveniadas com a Secretaria de Saúde de Belo Horizonte poderão saber, agora, a maternidade em que o parto será realizado desde os primeiros dias de gravidez. 

A medida foi anunciada em portaria na edição da última sexta-feira (2), do Diário Oficial do Município (DOM). De acordo com a publicação, as sete maternidades da capital mineira serão dividas para realizarem partos de alto risco e risco habitual. 

Entre 2016 e 2018, foram realizados 61.793 partos nas maternidades de Belo Horizonte. A portaria, conforme a pasta, é uma maneira de organizar o sistema público de saúde e dar mais comodidade às gestantes e famílias.

“Desde os primeiros dias da gravidez, a mãe poderá saber em qual maternidade o filho nascerá e os exames pré-natal serão realizados”, detalhou Lucineia Carvalhais, referência técnica da coordenação perinatal da Secretaria Municipal de Saúde. 

Segundo Carvalhais, o mapeamento e a indicação da unidade para a família serão feitos pela prefeitura da cidade de origem da gestante. “É importante esclarecer que, mesmo com o mapeamento da maternidade, nenhuma unidade vai deixar de receber as gestantes em caso de urgência”, alertou.

Os nomes das maternidades que vão atender as pacientes das cidades do interior de Minas Gerais estão disponíveis para consulta na publicação

Leia mais: 
Maternidades de BH restringem atendimento; acolhida a gestantes de outras cidades será reduzida