A fiscalização da prefeitura interditou um bar localizado na praça Marília de Dirceu, em Lourdes, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, na madrugada deste sábado (26). De acordo com a administração municipal, havia 400 pessoas no local no momento da ação.

A grande questão é que o bar estava servindo comida e bebida aos clientes, mesmo depois das 22h, horário limite imposto pela prefeitura neste período de reabertura gradual das atividades econômicas.

O empresário Fábio Augusto, responsável pelo bar, reconheceu que errou em permitir que o horário de funcionamento se estendesse. “Tinha dois aniversários de pessoas influentes na cidade, que levaram turma boa. Encerrei a portaria, só permiti entrada de convidados. Às 22h, acendi as luzes do bar, encerrei tudo que podia, mas o pessoal estava naquele clima de volta”, contou.

Segundo ele, acabou se empolgando ao ver os clientes consumindo em um momento financeiro complicado. “Eu, com pouco de empolgação, fui empurrando um pouco o horário. Precisando do dinheiro, né? Ficamos muito tempo parados, precisamos trabalhar”, disse o empresário. “A irresponsabilidade foi minha, foi erro meu, mas estava com intuito de trabalhar para pagar as contas e os funcionários. Agora é correr atrás desse prejuízo. Digo agora a todos para respeitar o decreto mesmo, trabalhar reduzido e ter paciência”.