Desde janeiro o Ribeirão Arrudas está sem nove vigas de escora, na avenida dos Andradas, na altura do bairro Santa Efigênia, entre o viaduto Francisco Sales e alameda Ezequiel Dias. As escoras desabaram devido às fortes chuvas que atingiram a capital no início do ano.

Segundo a PBH, cerca de 30 operários atuam na obra de reposição, que mobilizou carretas e um guindaste, ocupando uma das faixas da avenida. Neste sábado (22), as atividades foram interrompidas às 19h e serão retomadas no domingo (23), a partir das 7h.

Cada uma das vigas pesa cerca de 30 toneladas e mede 21 metros de comprimento. Elas têm função de escora das paredes do ribeirão. O custo da obra, que utiliza recursos do governo Federal é de R$ 1 milhão.