O Bolsa Moradia será estendido a 800 famílias em Belo Horizonte, afirmou a prefeitura nesta terça-feira (11). O programa garante a concessão do benefício de R$ 500 mensais, pelo período de até 30 meses, a famílias em situação de vulnerabilidade. O investimento é de R$ 12 milhões até 2024.

Primeiramente, serão beneficiadas pessoas que vivem em abrigos municipais e, depois, aquelas que dormem nas ruas. De acordo com a prefeitura, a maior parte dessas pessoas tem algum trabalho formal ou informal e utiliza os abrigos como referência de endereço.

A previsão é que a inserção dos novos beneficiários no Programa Bolsa Moradia se inicie nos próximos meses e se estenda ao longo de 2021, seguindo a classificação dos habilitados no processo 2018. Com essa ação, vagas serão liberadas em diversos abrigos da capital para outras pessoas em situação de rua.

Durante o tempo de permanência no programa, as famílias continuam sendo acompanhadas pelos serviços assistenciais. A Urbel avalia os imóveis alugados, para verificar se são seguros.

Leia mais:
BH repete recorde de mortes por Covid em um único dia, mas ocupação de leitos segue caindo