A Polícia Civil prendeu nesta segunda-feira (18) em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, uma mulher, de 37 anos, acusada de ter jogado a filha recém-nascida no rio Arrudas, em Belo Horizonte. Ela foi condenada por homicídio qualificado e cumprirá 16 anos de prisão.

A mulher foi detida em casa, no bairro Jardim Industrial. O crime ocorreu em setembro de 2007 e, de acordo com a delegada Elisa Moreira, logo após o parto, a mulher jogou a bebê, ainda com cordão umbilical, no rio Arrudas."A vítima chegou a ser resgatada, mas faleceu em decorrência de uma infecção generalizada", conta.

A mulher chegou a ser presa e ficou um ano e dois meses na prisão. Em seguida, ela foi liberada para aguardar o julgamento em liberdade, que só aconteceu em 2014. Desde então, ela era procurada pela PC.

Em depoimento, a autora contou que a criança era fruto de uma gravidez indesejada e afirmou estar arrependida do ato. "Ela disse que tentou aborto por algumas vezes, mas sem sucesso. Entrou em trabalho de parto, no banheiro de casa, e após jogou a criança no rio", explicou a delegada.

A mulher foi encaminhada ao Sistema Prisional e se encontra à disposição da Justiça.