Presidente da Vilma e filho de 14 anos são velados após queda de avião em Juiz de Fora

Amanda Paixão - Do Portal HD
29/07/2012 às 10:44.
Atualizado em 21/11/2021 às 23:55
 (Reprodução)

(Reprodução)

Os corpos do presidente da empresa Vilma Alimentos, Domingos Costa, de 58 anos, e do filho, Gabriel Barreira, de 14 anos, vítimas de um acidente aéreo em Juiz de Fora, na Zona da Mata, estão sendo velados, na manhã deste domingo (29), no Cemitério Parque Renascer. A cerimônia de cremação de pai e filho acontecerá às 16 horas.

O acidente ocorreu na manhã de sábado (28) quando eles e outros quatro funcionários e executivos da Vilma seguiam de avião para uma convenção de negócios na cidade. Todos morreram após a queda do avião King Air B200.

Os velórios da gerente de controladoria, Lídia Colares de Souza Lima, 31 anos, e do vice-presidente de vendas e marketing, Cezar Roberto de Pinho Tavares, de 55 anos, também ocorrem nesta manhã no mesmo local.

A cremação dos corpos de Lídia e Cezar estão previstas para às 15 horas e 15h30, respectivamente. No Cemitério do Bonfim, na região Noroeste da capital, está sendo velado o corpo da gerente de recursos humanos, Adriana da Conceição Rocha Ezequiel
Vilela, de 47 anos. O sepultamento dela deve acontecer às 16 horas.

Já os corpos do piloto Jair Barbosa, 62 anos, e do co-piloto, Rodrigo Henrique Dias da Silva, de 35 anos, são velados no Bosque da Esperança, na região Norte de Belo Horizonte. O enterro de Jair está previsto para às 14 horas e do co-piloto para às 13 horas. No Parque da Colina, na região Oeste da cidade, está sendo velado o corpo do analista de Geomarketing, Tiago Felipe Cardoso Bretas, de 26 anos, e o sepultamento está marcado para às 14 horas.


Acidente

O acidente ocorreu por volta das 8 horas de sábado, uma hora depois de o bimotor, prefixo PR-Doc, saiu do aeroporto da Pampulha, na capital. Havia muita neblina nas proximidades do aeroporto de Juiz de Fora. Antes de bater no chão, a menos de 80 metros da sede de uma pousada, o avião atingiu a copa de uma árvore e bateu em um quiosque da propriedade. No impacto, o bimotor explodiu.

Segundo informações do aeroporto da Serrinha, em Juiz de Fora, onde a aeronave tentou aterrissar antes do acidente, o piloto teria assumido o risco de pousar em meio à forte neblina que cobria a região.

Ele teria sido alertado de que a pista estava fechada por causa da falta de visibilidade. Em um segundo contato, mesmo sabendo que a visão era mínima, o piloto teria avisado que “ia tentar pousar assim mesmo”, conforme informou uma funcionária do Serrinha, identificada por Jéssica. De acordo com ela, esse tipo de procedimento, auxiliado pelo uso de instrumentos, pode ser efetuado por aeronaves particulares.

A caixa preta foi localizada entre os destroços e deve passar por uma análise no Rio de Janeiro.
 
 
 
 
  Corpo de Cezar Roberto Tavares, de 55 anos, também será cremado

Compartilhar
Logotipo Hoje em DiaLogotipo Hoje em Dia

Fale conosco: (31) 3253-2207

ASSINEDigitalATENDIMENTO AO ASSINANTEBelo Horizonte 31 3236-8000Interior 31 3236-8000
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por