O presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador Nelson Missias de Morais, assumirá interinamente o cargo de governador do Estado, nesta quinta-feira (29). Fernando Pimentel (PT) está fora do país para tratar de assuntos particulares. Morais permanecerá no cargo até domingo (2). 

De acordo com o TJMG, o desembargador prevê uma passagem discreta pelo Executivo Estadual e deverá assinar apenas os atos de governo indispensáveis. 

Morais é o terceiro na linha sucessória, após o vice-governador, Antônio Andrade, e o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Adalclever Lopes, que também estão fora do Brasil. 

Governador interino 

Desembargador do TJMG desde 26 de abril de 2010, Missias atuou como juiz na capital e nas cidades de Açucena, no Vale do Aço; e Mantena e Governador Valadares, no Vale do Rio Doce. O presidente do TJ também presidiu a Associação dos Magistrados Mineiros (Amagis), no triênio 2007-2010, e foi secretário-geral da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), de 2011 a 2013. Atuou ainda como advogado e é escritor de obras jurídicas.

O governador interino de Minas Gerais conciliou a magistratura com o magistério, atuando como professor de Direito Penal e Processual Penal do Curso de Formação Inicial de Juízes Substitutos da Ejef. 

Também foi professor em outras instituições de ensino, como a Faculdade de Direito do Vale do Rio Doce (Fadivale), atua na direção do Instituto de Ciências Penais do Estado de Minas Gerais e integra a diretoria da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).

Missias é formado pela Faculdade de Direito de Sete Lagoas, pós-graduado em Direito Penal e Processual Penal pela Faculdade Vale do Rio Doce/Universidade Gama Filho e é especialista em Direito Penal e Processual Penal pela Escola Judicial Desembargador Edésio Fernandes (Ejef), do TJMG. Nelson é natural de João Pinheiro e foi criado em Patos de Minas.