A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu o homem considerado o “braço direito” do jogador de futebol apontado como maior traficante de pasta base de cocaína de Minas. A prisão aconteceu na última quinta-feira (29), em Ouro Preto, na região Central do Estado, mas a corporação só divulgou a informação nesta segunda-feira (2).

Contra o suspeito de praticar tráfico de drogas e lavagem de dinheiro foi cumprido um mandado de prisão preventiva expedido pela 4ª Vara de Tóxicos da Comarca de Belo Horizonte. Ele foi levado para o Ceresp Gameleira. Esta foi a terceira fase da operação Embrião.

Nas outras fases da operação, a 1ª Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (1ª Draco) do Deoesp apreendeu mais de R$ 1,2 milhão em espécie, dez veículos de luxo e 16 quilos de pasta base de cocaína, além do sequestro de vários imóveis. A organização criminosa foi indiciada por tráfico de drogas, associação ao tráfico e lavagem de dinheiro.

No dia 20 de maio, a polícia prendeu seis suspeitos de participação na organização, inclusive um homem de 38 anos, jogador de futebol, apontado como maior traficante de pasta base de cocaína do Estado, e a mulher dele.

Segundo investigações, em um ano e meio, a organização criminosa investigada movimentou nada menos que R$ 30 milhões no estado. No Brasil, o grupo teria participado da movimentação de R$ 100 milhões.