Mais de uma tonelada de maconha foi apreendida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na manhã desta sexta-feira (12), em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira. O caminhão específico para transportar gado, conforme os agentes, estava com esterco para encobrir a droga. Além disso, para evitar que o entorpecente fosse localizado, os bandidos colocaram uma grade e uma borracha grossa. O caminhoneiro, de 49 anos, foi preso em flagrante.

O caso foi descoberto quando o veículo passava pelo km 781 da BR-040. Equipes da PRF abordaram o caminhão e desconfiaram do nervosismo do motorista. Durante a fiscalização, os agentes descobriram que o caminhão com placa de Mirante do Paranapanema (São Paulo), na verdade era registrado em Deodápolis (Mato Grosso do Sul), cidade que faz divisa com o Paraguai. 

Ao verificar a carroceria, os policiais encontraram um fundo falso encoberto por esterco, uma grade e uma borracha grossa. No "esconderijo" foram apreendidas duas fileiras de tablete de maconha, momento em que o motorista recebeu voz de prisão.

Depois do flagrante, o suspeito disse que foi contratado para pegar o caminhão em Sete Quedas (MS) para entregar em Juiz de Fora. Pelo serviço, ele contou que recebeu R$ 10 mil. Questionado pelos policiais, o motorista não informou quem seria o dono da maconha. Disse, apenas, que alguém iria fazer contato com ele para informar o local de entrega.

No total, foram apreendidos 1.226,8 quilos de maconha. O motorista, a droga e o veículo foram levados para a Polícia Federal para o registro da ocorrência.