A segurança das rodovias federais de Minas Gerais durante o feriado de Carnaval será reforçada com agentes de outros estados. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), além dos 800 policiais de Minas, outros 30 serão "cedidos' para ajudar nas fiscalizações da maior malha rodoviária do país". 

A Operação Carnaval terá início à meia-noite de sexta-feira (21) e vai até a Quarta-Feira de Cinzas (26). No período, 300 bafômetros vão ser utilizados para flagrar motoristas embriagados. 

"Sabemos que no feriado de Carnaval há, infelizmente, uma tendência de elevação no consumo de álcool. Por isso, a PRF dará ênfase no combate à embriaguez ao volante", frisou a corporação. 

A fiscalização contará, ainda, com o apoio de um helicóptero.

Meta

Neste ano, o intuito da PRF é diminuir ainda mais o número de mortos nas estradas. 2019 foi o ano com a menor taxa já registrada em Minas - nove óbitos durante a folia. "A meta para 2020 é tentar reduzir ainda mais a letalidade das estradas federais no Estado. Para isso ocorrer, a colaboração dos motoristas será fundamental", destacou. 

As ações da corporação estarão voltadas para prevenção de acidentes e combate às infrações de trânsito. Ultrapassagens proibidas, excesso de velocidade, dirigir sob influência de álcool e transitar pelo acostamento são as principais irregularidade cometidas pelos condutores, segundo a PRF.

Leia mais:
'Exigência surpresa' impede saída de blocos e força outros a improvisarem na véspera do Carnaval
Justiça nega pedido de liminar e Carnaval pode perder 60 blocos que arrastam 2 milhões de foliões