A primeira nascente da Bacia Hidrográfica do Rio Doce, localizada no município de Ressaquinha, no Campo das Vertentes, foi cercada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF). Além do cercamento da área, foram plantadas 72 mudas de espécies nativas da região.

A propriedade rural que abriga a nascente do rio Piranga possui 9,61 hectares e está inserida em região de Mata Atlântica. Entre as espécies utilizadas no plantio estão quaresmeira roxa e rosa, guatambu, pitanga, araçá, adrago, cutieira e ingá.

O material para cercamento, fornecido aos produtores, foi obtido por meio da parceria do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema) com o banco alemão de desenvolvimento KfW, por meio do Projeto de Proteção da Mata Atlântica - Fase II (Promata II).

As mudas foram produzidas nos viveiros do IEF. Na mesma região, outras 17 nascentes estão passando pelo processo de recuperação, segundo o instituto.

Em 2015, o Comitê da Bacia Hidrográfica (CBH) do Rio Doce já havia demonstrado preocupação com a primeira nascente da Bacia do Rio Doce, tendo em vista que esta estava desprotegida e com presença de gado. Em 2019, o IEF destinou os primeiros insumos provenientes da parceria com o Promata II para cercamento da nascente localizada em Ressaquinha.