Ao som da marcha fúnebre, matracas, correntes e vestidos com túnicas brancas, dezenas de fiéis participaram, à meia-noite deste Sábado de Aleluia (20), da Procissão das Almas, em Mariana, na região Central do Estado.

O cortejo percorreu a cidade durante a madrugada e foi organizado pelo Movimento Renovador de Mariana e pela Casa de Cultura Academia Marianense de Letras.

Origem

A lenda de "Dona Maricota" deu início à tradição, há 30 anos. Conforme a crença popular, ela passava as noites na janela de casa, prestando atenção à vida dos vizinhos. 

Em uma Sexta-feira Santa, Dona Maricota viu uma procissão diferente. Pessoas cobertas com capuzes brancos arrastavam correntes pelas ruas. Um dos integrantes pediu que ela guardasse uma vela e prometeu que voltaria para buscar o objeto mais tarde. Quando voltou, a vela havia se transformado em um osso humano. Maricota teria morrido de de susto e, conforme a lenda, o espírito dela acompanha a procissão até hoje.

Confira a galeria de fotos: