Uma postagem sobre estupro virou polêmica na internet nos últimos dias. De acordo com o site G1, na última segunda-feira (15) um professor da Universidade de Viçosa (UFV), em Minas Gerais, compartilhou, em seu perfil nas redes sociais, uma notícia falsa e fez comentários que “poderiam ser interpretados como apologia ao estupro e à violência”. Na publicação, o docente afirma que tomara que um assaltante, que supostamente teria assaltado um juiz após ser solto pelo magistrado, “entre na casa do juiz, estupre a mulher dele, a filha e outras mulheres da família dele”.

Ao G1, o professor negou ter feito apologia ao crime. Ele também disse que tem o direito de dar opinião. O docente, que é jornalista, contou ter deletado o post após a polêmica.

O Hoje em Dia entrou em contato com a UFV, mas a assessoria de imprensa informou que a instituição não responde por comentários de professores e funcionários feitos em ambientes particulares. O professor também foi procurado, mas a reportagem não conseguiu falar com ele até o momento.