Um professor que fez elogios em uma rede social à ação de criminosos que mataram um policial militar em Ibirité, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, foi preso por apologia ao crime, na tarde desta terça-feira (17), no bairro Novo Tupi, região Norte da capital. Na postagem em uma conta no Facebook, o homem, que dá aula de geografia em uma escola estadual, desejou “parabéns ao menino da moto”.

O cabo, de 35 anos, foi assassinado a tiros e outras duas pessoas foram baleadas, na noite dessa segunda-feira (16), no bairro Vista Alegre, em Ibirité, na Grande BH. De acordo com a Polícia Militar, o policial estava de folga e chegava em casa com a cunhada e um bebê quando foram abordados por homens em duas motocicletas. Os bandidos exigiram a arma do PM e depois atiram várias vezes.

A PM teve acesso à página do suspeito na redes social e, após rastreamentos, ele foi detido em casa. Segundo o boletim de ocorrências, a mensagem já havia sido apagada quando houve a prisão. O professor foi encaminhado para a delegacia e deve responder por apologia ao crime.

Em nota, a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) afirmou que a Superintendência Regional de Ensino (SRE) Metropolitana C, responsável pela coordenação e acompanhamento da escola onde o professor trabalha, bem como a direção da unidade escolar, estão cientes da ocorrência registrada pela Polícia Militar, mas ainda não conhecem o teor do registro. “É importante ressaltar que cabe aos órgãos competentes a investigação dos fatos. A escola aguardará o resultado das apurações para adotar as eventuais medidas administrativas”, diz o comunicado.

Leia mais:
Bandidos matam PM e atiram na cabeça de criança de 1 ano em Ibirité