Um professor da rede pública de Montes Claros, no Norte de Minas, foi repreendido formalmente na terça-feira (14) após uma postagem em que teria chamado uma adolescente de 'gostosa' nas redes sociais. A  Secretaria de Estado de Educação analisa medidas administrativas cabíveis a serem tomadas.

De acordo com Ivonilde Soares, vice-diretora da Escola Estadual Professor Plínio Ribeiro, o educador recebeu repreensão formal e por escrito referente ao fato, mas não foi afastado de suas atividades. No entanto, desde terça-feira o docente não comparece às aulas na Escola Normal, como é conhecida a instituição na cidade. 

"Ele teria que dar aulas, mas está faltoso. Ele não nos comunicou o porquê da ausência", afirmou Ivonilde. Ainda segundo a docente, o professor faz parte do quadro escolar há alguns anos. "É um bom professor. Os alunos gostam dele. Não sei precisar há quantos anos está conosco", afirmou. 

Repreensão

O caso foi encaminhando para a Superintendência Regional de Ensino de Montes Claros, que repassou para decisão da Secretaria de Estado de Educação. Em nota, a Secretaria afirmou que uma equipe de inspeção escolar apura o caso na unidade e se reuniu com a estudante e seus responsáveis, além do professor, para coletar os relatos dos envolvidos. 

A SEE também informou que a direção da escola orientou a adolescente quanto aos procedimentos que podem ser tomados pela própria família para encaminhamento de denúncia em outras esferas. O professor foi advertido em relação à postura exigida pelo estatuto do servidor e aguarda decisão sobre medidas administrativas que serão tomadas.

Leia mais:
'Não se aproveitem do empoderamento feminino para ganhar atenção', diz Leo Chaves
Papa Francisco aceita pedido de renúncia de cardeal após acusações de abuso sexual