Uma professora morreu após ser sequestrada pelo ex-namorado na escola em que trabalha, no bairro Jardim Planalto, na cidade de Sarzedo, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, no início da tarde desta quarta-feira (5). O autor do crime não aceitava o fim do relacionamento. 

De acordo com informações da 214ª Cia da Polícia Militar, a mulher, de 39 anos, foi abordada pelo agressor, de 30, dentro da sala de professores da Escola Municipal Alaíde de Oliveira Sales e forçada a entrar no próprio carro. Com uma faca, o homem teria ameaçado matar qualquer professor ou funcionário que interviesse no caso. 

O homem saiu com o veículo em alta velocidade pelas ruas do bairro. Em determinado momento, a professora teria sido empurrada para fora do carro em movimento, ocasião em que bateu a cabeça no chão. 

Vizinhos encontraram a vítima com ferimentos no nariz, boca e ouvido direito e chamaram a PM. Profissionais do posto de saúde próximo ao local fizeram os primeiros socorros. A vítima também foi levada para a UPA da cidade, mas não resistiu aos ferimentos. 

O autor está foragido. Ele deixou o local em alta velocidade, sentido a BR-040. Informações recebidas via WhatsApp pelo Hoje em Dia dão conta que o motorista ainda teria atropelado um pedestre durante a fuga. A PM faz buscas na região.

Segundo a PM, o homem não aceitava o fim da relação de 1 ano e meio, perseguindo-a nas escolas em que a mesma lecionava. O caso será investigado pela Polícia Civil. 

 

Leia mais:
Universitários causam polêmica ao se fantasiarem de Bruno e Macarrão no Sul de Minas
Pesquisa aponta falhas no atendimento às mulheres vítimas de violência