Os professores da rede estadual fazem paralisação nesta quarta-feira (6), conforme informações do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG). Pela manhã, eles participam de audiência pública realizada pela Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa, que vai debater o Plano de Atendimento para 2020 na rede estadual de ensino, a municipalização, o fechamento de turmas, turnos e escolas.

Acompanhe a audiência pública:

Na parte da tarde, está prevista uma vigília na Cidade Administrativa, a partir de 14h. A ação é pelo pagamento integral do 13º de 2019 e do Piso Salarial Profissional, contra a municipalização, o fechamento de turnos e de escolas.

Por meio de nota, a Secretaria de Educação informou que 91% das escolas tiveram funcionamento normal ou parcial nesta quarta-feira (6). 

Também por meio de nota, a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) informou que representantes de servidores da Educação foram recebidos na tarde desta quarta-feira (6), para dar seguimento às pautas apresentadas pela categoria. “O secretário Otto Levy comprometeu-se a realizar o pagamento do 13° de todos os servidores estaduais integralmente e na mesma data, ainda este ano, caso o Projeto de Lei 1205/2019, que tramita na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), seja aprovado nos moldes em que foi enviado pelo Governo, e preservado o prazo de quatro semanas para viabilizar a realização da operação financeira”, diz o comunicado.

Um novo encontro foi marcado para dezembro.
 

Leia mais:

Governo de Minas anuncia escala de pagamento de servidores em novembro
Professores da rede municipal de Belo Horizonte entram em greve por tempo indeterminado