A vacinação contra a Covid-19 será ampliada em Belo Horizonte a partir desta terça-feira (1º). Trabalhadores dos ensino fundamental, médio e superior, além das pessoas com deficiência permanente cadastradas e que não são atendidas pelo Benefício de Prestação Continuada (BPC) e funcionários do transporte aéreo, começam a ser imunizados.

O cronograma foi divulgado nesta segunda (31) pela prefeitura da capital. Em todos os grupos, é preciso ter 18 anos ou mais completos até 30 de junho.

Nesta terça, vão receber as doses os profissionaisque atuam no ensino fundamental das redes pública e particular da metrópole. No dia seguinte será a vez das pessoas com deficiência permanente que tenham feito o cadastro no sute da prefeitura até o último domingo (30). Na mesma data serão imunizados os trabalhadores do transporte aeroviário residentes em Belo Horizonte.

Já na quinta-feira (3), os trabalhadores do ensino médio médio, profissionalizante e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) serão imunizados. Na sexta (4) e no sábado (5), profissionais do ensino superior recebem as aplicações da proteção contra o novo coronavírus.

Trabalhadores da Educação – Ensino Fundamental, Médio e Superior

Nesta etapa estão contemplados todos os professores e funcionários das escolas públicas e privadas dos ensinos fundamental, médio e superior de Belo Horizonte. A lista das escolas está no portal da prefeitura. A vacinação para este público será em postos fixos e extras, das 7h30 às 16h, e em pontos de drive-thru, das 8h às 16h. Os endereços estão disponíveis neste link.

Veja as orientações:

- Ser trabalhador da educação dos ensinos fundamental, médio e superior em atividade em escolas públicas e privadas de Belo Horizonte;

- Apresentar documento de identificação com foto;

- Não ter recebido vacina contra a Covid-19;

- Não ter recebido qualquer outra vacina nos últimos 14 dias;

- Não ter tido Covid-19 com início de sintomas nos últimos 30 dias.

O trabalhador precisa apresentar ainda um documento que comprove o vínculo com estabelecimento de educação localizado na capital. São válidos comprovantes de pagamento (contracheque) emitido nos últimos 3 meses; ou carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) com especificação da função; ou contrato de trabalho; ou uma declaração de vinculação ativa como trabalhador da educação emitida pelo estabelecimento de ensino.

Ainda conforme a PBH, professores e trabalhadores de cursos de línguas e pré-vestibular não serão imunizados neste momento.

Pessoas com deficiência permanente que não são beneficiárias do BPC:

Foram registrados 4.823 cadastros válidos de pessoas com deficiência permanente com 18 anos ou mais. Esse grupo poderá se vacinar em postos fixos e extras, das 7h30 às 16h, e em pontos de drive-thru, das 8h às 16h. Confira os endereços

Requisitos:

- Ser pessoa com deficiência com 18 anos ou mais residente em Belo Horizonte;

- Apresentar documento de identificação com foto;

- Não ter recebido vacina contra a Covid-19;

- Não ter recebido qualquer outra vacina nos últimos 14 dias; 

- Não ter tido Covid-19 com início de sintomas nos últimos 30 dias;

Documentação:

- Laudo médico que indique a deficiência; ou- Cartões de gratuidade no transporte público que indique condição de deficiência; ou documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas no atendimento de pessoas com deficiência; ou documento oficial de identidade com a indicação da deficiência; ou qualquer outro documento que indique se tratar de pessoa com deficiência.

Trabalhadores do transporte aéreo 

Para se imunizar será preciso apresentar comprovante de residência, além de documento que indique a situação de trabalhador empregado de companhias aéreas nacionais. Já os demais deverão mostrar o credenciamento aeroportuário válido.  

Esses profissionais poderá se vacinar em postos fixos e extras, das 7h30 às 16h, e em pontos de drive-thru, das 8h às 16h.

Os endereços estão disponíveis no portal da PBH.

Leia Mais:
Decisão sobre Copa América no Brasil deve ser anunciada nesta terça-feira
Pelo menos 41 cidades mineiras começaram vacinação contra Covid em profissionais da Educação
Profissionais da Educação começam a ser imunizados contra a Covid nesta terça em Nova Lima