Um programa entre um homem de 39 anos e uma transexual, de 18, terminou em caso de polícia na madrugada desta segunda-feira (28), em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Segundo a Polícia Militar, a garota de programa contou que estava na Praça do Trabalhador, por volta de 1h15, quando o homem se aproximou em um Gol preto e eles combinaram um programa por R$ 400,00. Mas, segundo a trans, quando chegaram a um motel da região, o homem começou a pedir algo mais do que estava combinado. E, neste momento, ela teria dito que o preço subiria para R$ 950,00.

Ainda de acordo com a garota de programa, o homem também teria oferecido cocaína a ela e, por várias vezes, teria feito uso do entorpecente no quarto do motel. Após o programa eles seguiram para a casa da transexual, no bairro Maracanã, onde o homem teria se negado a pagar pelo serviço.

Inconformado de não ter recebido o valor, ela teria joga pedras no carro do homem danificando bastante o veículo, que precisou ser rebocado por agentes da Guarda Municipal até um pátio do Detran. 

Irritado, o homem teria partido para agressão, dando vários socos que atingiram o rosto e a boca da transexual. Além disso, ele a teria puxado pelos cabelos e arrancado o mega hair dela. 

Neste momento, um homossexual, que seria amigo da vítima, apareceu para defendê-la. O homem então começou a correu e, para escapar de ser linchado, se escondeu na primeira casa que encontrou com o portão aberto. Após ouvir o barulho da confusão, o dono do imóvel chamou a polícia. 

Todos foram detidos e levados para dar explicações na delegacia de plantão de Contagem, na Grande BH.