Com uma década de funcionamento, o projeto social Dona de Leite, que leva o alimento a crianças de baixa renda de seis meses a 7 anos nos bairros Ribeiro de Abreu e Paulo VI, na região Nordeste de BH, pode ser ampliado para outras comunidades. A previsão é dobrar os atendimentos em 2019, atingindo locais como o Aglomerado da Serra, Morro das Pedras e Pedreira Prado Lopes.

Para alcançar a meta, serão feitas novas parcerias com empresas e instituições de ensino. Atualmente, 54 pais e responsáveis recebem mensalmente três pacotes de 400 gramas do produto em pó para cada filho cadastrado no programa. A fila de espera, no entanto, conta com 104 pessoas em situação de extrema pobreza – pré-requisito para ser beneficiado.

A iniciativa já atingiu 800 famílias em situação de vulnerabilidade desde a criação, em 2009. O idealizador do Dona de Leite, Daniel Favarini, conta que, em outras épocas, eram quase 200 atendimentos por mês. “Por causa da crise, as pessoas pararam de doar. Queremos recuperar, aos poucos, a capacidade que tínhamos de ajudar”, afirma. Hoje, a arrecadação gira em torno de 80 quilos do produto a cada 30 dias. São recebidos recursos financeiros e sacos de leite em pó.

Favarini diz que esse alimento é a base das refeições de muitas crianças cadastradas. “As famílias nos procuram porque não têm condições. Fazemos uma seleção para oferecer, além do leite, acompanhamento e orientações nutricionais”.

Com dois filhos atendidos, a faxineira Dayane de Paula Lopes, de 28 anos, reforça que o projeto foi essencial quando estava desempregada. Sozinha, ela sustenta um menino, de 10, e uma menina, de 5. “É um alívio muito grande no orçamento. Leite não pode faltar. Eles ainda oferecem outros tipos de mantimentos, como arroz e feijão”, diz a mulher.

Interessados em ajudar podem acessar o site donadeleite.org.br, ligar para os telefones (31) 99931-6688 ou (31) 97507-6968, ou ir até a sede do projeto (rua Inês Glansman, 942, no Ribeiro de Abreu), das 8h às 16h

Conscientização

A doação de leite é apenas um dos braços da iniciativa. As crianças também recebem brinquedos e participam, ao lado dos pais, de atividades variadas e oficinas de conscientização. As ações ocorrem na sede da organização, no Ribeiro de Abreu.

“Participei de um encontro de mulheres em que trabalhamos violência de gênero. Foi muito bom. Além de recebermos folhetos informativos, conversamos muito. Cada mãe contou um caso, uma história que viveu. Eu me identifiquei em várias situações. Eles nos ensinam a como proceder, a não ter medo de contar o que sofremos”, diz Dayane.

Serviço

Empresas e interessados em ajudar podem doar uma quantia financeira única, mensal e até mesmo o próprio alimento ao projeto. Os contatos podem ser feitos pelo site donadeleite.org.br e telefones (31) 99931-6688 ou (31) 97507-6968. Quem preferir, pode ir até a sede, na rua Inês Glansman, 942, no Ribeiro de Abreu, das 8h às 16h. A organização também vai até a casa dos doadores para buscar os produtos.