R$ 30 mil por mês. Esse é o valor estimado que um promotor de eventos de Belo Horizonte colocava em circulação em Minas Gerais. O detalhe é que todo o montante era dinheiro falso. Por isso, conforme a Polícia Federal, o suspeito é apontado como um dos maiores distribuidores de moedas falsificadas em Minas Gerais.

O jovem, que tem 21 anos e morava no bairro Independência, foi preso em flagrante, nesta quinta-feira (25). Na casa dele, os agentes federais encontraram cerca de R$ 2.500 em moedas falsas. Detido, o rapaz foi levado para a Polícia Federal, onde a ocorrência foi registrada.

Pelo crime, ele pode ser condenado a até 12 anos de prisão. Até o julgamento, ficará recluso na penitenciária Nelson Hungria, onde permanecerá à disposição da Justiça Federal.