Psicóloga suspeita de quebrar estátua na Praça da Estação deixa presídio

Janio Fonseca
jfonseca@hojeemdia.com.br
29/06/2018 às 16:15.
Atualizado em 10/11/2021 às 01:05
 (Guarda Municipal/Divulgação)

(Guarda Municipal/Divulgação)

A psicóloga de 46 anos que foi presa em flagrante por destruir uma estátua de gesso que decorava a Praça da Estação, no Centro de Belo Horizonte, deixou a prisão nesta sexta-feira (29). A mulher havia sido detida na noite de quarta-feira (27) após danificar o patrimônio

Conforme a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap-MG), a mulher recebeu liberdade provisória e deixou o presídio feminino José Abranches Gonçalves, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de BH, às 14h19.

Segundo a Polícia Civil, a psicóloga responde inquérito pelo crime de dano ao patrimônio. A investigação é conduzida pelo delegado titular da 4ª Delegacia de Polícia Civil – Regional Centro.

Desequilíbrio

Na última quarta-feira (27), agentes da Guarda Municipal prenderam a mulher suspeita do vandalismo, que estava visivelmente alterada. Com a psicóloga foi encontrada uma pequena quantidade de maconha.

Veja como o monumento ficou destruído:

Leia mais:

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por