Três homens e três mulheres foram presos, na manhã desta quarta-feira (28), suspeitos de tráfico de drogas, na Vila Bernadete, região do Barreiro. Segundo a Polícia Civil, o grupo se diferenciava no mercado ilícito ao oferecer um "kit de drogas" aos clientes, com maconha, seda para enrolar o cigarro e um isqueiro. Além das prisões, foram apreendidos entorpecentes e armas em duas casas - sendo uma delas local usado para estoque. 

A investigação teve início há cerca de dois meses, mas foi na última quinzena que a polícia se aproximou dos envolvidos. De acordo com a delegada titular da 2º Delegacia do Barreiro, Virgínia Almeida Salgado, a prisão de outro traficante, conhecido como Dudu, abriu os caminhos para o desmantelamento da quadrilha. 

Na ação, foram apreendidas aproximadamente 500 buchas de maconha acompanhadas por seda e isqueiro, além de mais 21 barras da droga, 400 pinos de cocaína, 500 gramas de haxixe, 20 pontos de LSD, quatro armas de fogo, rádios comunicadores, um carro, uma moto, cadernos com anotações do tráfico e R$1.500 em espécie. 

A delegada afirma que novas informações virão à medida que os investigadores fizerem a apuração dos cadernos apreendidos, que eram usados para anotações de entrada e saída do produto. "A quadrilha movimentava uma vasta quantia na região. Sabemos que demos um prejuízo quantitativo para eles", afirmou Salgado. 

Estoque

Segundo Virgínia, uma parte menor das drogas era mantida em uma das casas que, na visão dos envolvidos, estaria no foco da Polícia Civil. No entanto, os agentes conseguiram descobrir que a maior parte da maconha ficava na residência das mulheres. De acordo com os homens presos, as mulheres - com idades de 38 e 19 anos - não sabiam da ação criminosa.