Uma ação integrada das polícias Civil, Militar e Federal no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, na Região Metropolitana da capital, na manhã desta quinta-feira (10), desarticulou uma organização criminosa que aplicava golpe em servidores públicos. Dois suspeitos foram presos.

Segundo a Polícia Civil, uma mulher foi detida e teve o bloqueio de R$ 50 milhões em dinheiro e bens adquiridos com os golpes que eram aplicados por meio de investimentos fictícios.

Ainda de acordo com a PC, um empresário suspeito de chefiar o grupo foi preso em Jacarepaguá, na zona Oeste do Rio de Janeiro, por crimes de estelionato, contra a ordem econômica e das relações de consumo e lavagem de dinheiro.

Leia mais:
Polícia Civil apreende celular na casa de suspeito de abuso sexual de alunos do Colégio Magnum
PM prende quadrilha que explodiu banco no Sul de Minas; bombas e armas são apreendidas