A primeira dose da vacina contra a Covid-19 em Minas Gerais já foi aplicada em 1.954.909 de pessoas desde o início da campanha de imunização, em janeiro deste ano, conforme dados disponibilizados nesta terça-feira (6) no vacinômetro, painel da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG). Deste total, 594.956 mineiros tomaram a segunda dose.

Do público-alvo, segundo o levantamento, foram protegidos 536.068 profissionais de saúde da linha de frente no combate à doença, 29.666 idosos que estão em asilos, 3.681 deficientes que vivem residências inclusivas e 7.059 índios de aldeias mineiras.

Com relação à segunda dose, 305.382 foram aplicadas em trabalhadores da saúde, 21.580 em idosos, 2.462 em deficientes e 6.024 em indígenas. Até o momento, 1.378.435 idosos com mais de 75 anos e povos e comunidades tradicionais quilombolas e ribeirinhas já foram imunizados. Sendo que 259.508 receberam a aplicação em segunda dose.

De acordo com a SES, para todo o território mineiro, o Ministério da Saúde já disponibilizou 4.651.980 vacinas, sendo 3.545.747 distribuídas aos municípios.

Pandemia no Estado

Só nas últimas 24 horas, mais de 10.400 novos casos de Covid-19 foram registrados em território mineiro. Em apenas um dia, 10.450 confirmações foram notificadas, segundo dados do boletim epidemiológico SES, divulgado nesta terça. Ao todo, o coronavírus já contaminou 1.169.489 pacientes no Estado desde o início da pandemia, em março do ano passado.

Também em 24 horas, o SES confirmou a morte de 82 pessoas em decorrência da doença. Só em Minas, 25.795 vidas já foram perdidas para a Covid-19. A taxa de letalidade está em 2,2%. Em território mineiro, 806 municípios já registraram ao menos uma morte por conta da enfermidade.

O levantamento também indica que 1.042.082 pessoas já se recuperaram. Outros 101.612 pacientes estão em observação, internados ou em isolamento social.

Ocupação de leitos

Hoje, 2.780 pessoas com a enfermidade estão internadas em leitos de terapia intensiva, o que representa 94,24% de ocupação, de acordo com o Painel de Monitoramento da doença no Estado. Atualmente, Minas tem 2.950 unidades de terapia intensiva reservados para pacientes com a doença na rede pública.

Das 14 macrorregiões do Estado, duas delas, Leste do Sul e Oeste, estão com os leitos 100% ocupados. Em outras seis, – Centro, Centro Sul, Leste, Sudeste, Sul e Vale do Aço – mais de 90% das vagas estão preenchidas, o que deixa o sistema de saúde próximo ao colapso.

Leia mais: 
Covid-19: Minas terá mês de abril ‘muito duro’ e com muitos óbitos, revela secretário de Saúde
Secretário de Saúde recomenda que mineiros não frequentem missas e cultos religiosos
Idosos com 66 anos começam a ser vacinados nesta terça em BH; trabalhadores da saúde, na quarta
Minas confirma mais três casos de síndrome infantil associada à Covid-19; 28 são investigados