Mais quatro famílias deixaram suas casas na Vila São Bento, na região Centro-Sul, na manhã desta quinta-feira (22), e vão ocupar residências no Aglomerado Santa Lúcia, por meio de bolsa moradia. Elas tiveram de deixar o local para permitir a continuidade das obras na estrutura do muro de contenção da BR-356, que ameaça desmoronar. 

Das 34 casas que correm risco de destruição, caso o muro caia, quatro permanecem ocupadas. De acordo com a Companhia Urbanizadora de Belo Horizonte (Urbel), funcionários da prefeitura estão empenhados nesta quinta em negociar a retirada dessas famílias.

Mesmo com as intervenções, duas faixas da via ainda ficam livres para trânsito. Permanecem fechadas apenas duas, no sentido Rio de Janeiro, para garantir a segurança.  O Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER-MG) garantiu que a estabilização da área está sendo monitorada constantemente por equipamentos.

Leia mais:
Ministro da Integração visitará áreas destruídas pela chuva e deve anunciar recursos para BH
DEER desmente novo boato de que BR-356 corre risco iminente de desmoronar
Casas ao lado de muro da BR-356 começam a ser demolidas; oito famílias ainda estão no local
Justiça dá prazo de 48h para famílias deixarem área sob a BR-356 que ameaça desmoronar