Quatro pessoas ficaram feridas, nesta quarta-feira (5), depois de serem atingidas por estilhaços de bombas lançadas em duas escolas estaduais de Barbacena, na região Central de Minas Gerais. Umas das vítimas é uma criança de 6 anos que teve um corte acima do olho. Uma professora e dois adolescentes também ficaram feridos.
 
De acordo com a Polícia Militar (PM), por volta das 9h40, foram arremessadas três bombas no campo de futebol da Escola Estadual de Ensino Fundamental (anos iniciais) e Ensino Médio, localizada à rua Coronel Teodoro Gomes de Araújo, no bairro Grogotó. Dois estudantes da escola, um de 15 anos e outro de 17 anos, foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros para a Santa Casa de Misericórdia de Barbacena após queixarem de perda de audição e dores de ouvido.
 
As bombas acabaram atingindo a janela de uma sala de aula da Escola Estadual Oswaldo Fortini, que fica ao lado da outra instituição. Uma criança de 6 anos precisou ser atendida pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), já que sofreu um corte acima do olho esquerdo. Uma professora de 40 anos relatou ter tido pequenos cortes nos braços e na cintura, mas recusou o atendimento médico.
 
Suspeitos
 
Dois adolescentes da Escola Estadual de Ensino Fundamental (anos iniciais) e Ensino Médio são suspeitos de ter jogado as bombas no local. Uma vizinha da escola disse à polícia que viu os alunos correndo logo após a explosão das bombas. 
 
Segundo a diretora da escola, os suspeitos chegaram atrasados à instituição, nesta quarta-feira, e foram impedidos de entrar. Após a negativa, um deles chegou a pular o muro da escola, mas foi convidado a se retirar do local. Ainda conforme a diretora, os pais dos menores foram informados sobre o ocorrido.
 
A Polícia Militar fez um rastreamento pela região com o objetivo de achar os adolescentes, mas, até a publicação desta reportagem, nenhum deles havia sido localizado.
 
A ocorrência, configurada como lesão corporal, foi encerrada na Delegacia de Plantão de Barbacena.