Um queijo gigante com 1,7 toneladas será distribuído aos moradores de Ipanema, uma importante bacia leiteira do Vale do Rio Doce, com 18 mil habitantes, neste próximo sábado (2). Quinze mil litros e meio de leite estão sendo utilizados para a produção da peça, que pode entrar para a história como o maior queijo minas do mundo.

O município já detém o recorde de maior queijo minas padrão do Brasil, auditado pelo Rank Brasil, com um queijo de 1600 kg produzido em 2013.  E este ano quer atingir a marca de 1,7 toneladas. A pesagem será feita durante a “V Festa do Queijo de Ipanema” que acontece nos dias 1 e 2 de agosto.

Antes de ser fatiado e distribuído, o queijo gigante desfilará pela cidade em carro aberto. A iguaria será servida na Praça Coronel Calhau junto com doce de leite, cuja produção também é gigante: 450 quilos. Os visitantes também poderão encontrar produtos à base de queijo nas barracas e nos pratos servidos nos bares e restaurantes.

Produção

Para produzir o queijo de 1,7 toneladas serão gastos cerca de 15.500 mil litros de leite, além de outros ingredientes, como cloreto de cálcio, coalho, fermento lácteo e sal. Segundo o tecnólogo em laticínios da Capil, Ricardo Santana Paes, a fabricação vai passar por todos os procedimentos tecnológicos e de higiene adequados.

“A produção será em uma moderna queijomate automatizada, de onde seguirá para o processo de enformagem, que devido ao tamanho e dificuldade de movimentação do queijo, é enformado dentro da câmara fria onde permanece entre as temperaturas de cinco à dez graus até o dia do desfile”, explica.

Para produzir os 450 quilos de doce serão usados 1.100 litros de leite. Ele também será auditado pelo Rank Brasil.  A pecuária leiteira é a principal fonte de economia de Ipanema. A Cooperativa Agropecuária de Ipanema (Capil), produtora do queijo gigante, é a principal captadora, recebendo 100 mil litros por dia. O doce será produzido pela fábrica Nhá Nair.

Culinária do queijo

Uma cozinha móvel estacionou hoje (28) na praça da matriz e até o dia 3 de agosto oferecerá cursos de culinária utilizando o queijo, gratuitamente. Os participantes terão ainda o auxílio de um economista doméstico e aulas de manipulação de alimentos.