Pelo menos dois presidiários do Ceresp de Juiz de Fora, na Zona da Mata, ficaram feridos durante um princípio de rebelião, nesta quarta-feira (6). De acordo com o Boletim de Ocorrência da Polícia Militar, os protestos começaram quando um detento de 39 anos teria simulado ter passado mal.

Quando os agentes penitenciários entraram na cela, foram dominados pelos presos. Após render os agentes, os presidiários ocuparam o andar superior da unidade prisional. Neste momento, outros agentes de plantão utilizaram armamento não letal para conter os presidiários. Um interno de 22 anos foi ferido no ombro direito e outro, de 25, teve ferimentos na face com balas de borracha. Eles foram levados ao Hospital de Pronto-Socorro (HPS) de juiz de Fora. A motivação do motim, segundo a PM, teria sido a insatisfação dos presos em relação à comida oferecida no Ceresp.

A Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) informou que os feridos já retornaram para o Ceresp e passam bem. O preso que simulou sentir-se mal também recebeu atendimento médico no Pronto-Socorro, após ferir-se na porta da cela. Foi aberto para ele um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e passou por exame de corpo de delito. A unidade segue sua rotina normal.