Uma mulher de 24 anos foi presa em flagrante por tentativa de homicídio após supostamente abandonar o filho recém-nascido e jogá-lo em um córrego. O crime ocorreu na zona rural de Manhuaçu, na região da Zona da Mata mineira, no domingo (25). Quando foi resgatado, o bebê, que ainda estava com o cordão umbilical, apresentava várias picadas de insetos. O menino foi levado para o Hospital César Filho e permanece internado.

De acordo com a Polícia Civil, o companheiro da suspeita foi quem encontrou o recém-nascido. Ele disse que ouviu barulhos que pareciam de um gato e foi verificar o que era. Perto do córrego, nas proximidades da residência onde vivia com a companheira, o homem achou o bebê abandonado. 

A mulher negou o crime. Ouvida por policiais militares, ela garantiu que não sabia que estava grávida. A suspeita contou que sentiu uma forte dor de barriga e decidiu evacuar em um balde. Depois, conforme relato da própria mulher, o conteúdo do balde foi jogado no córrego.

A suspeita foi submetida a exames realizados por um médico-legista e por uma ginecologista, e ambos constataram a gravidez. Ela foi detida em flagrante e encaminhada para o Sistema Prisional do município, onde ficará reclusa à disposição da Justiça. O bebê continua hospitalizado sem previsão de alta e, nos próximos dias, também deve ser submetido a exames de corpo de delito. 

O homem que resgatou a criança foi ouvido e liberado. Ele contou que estava com a companheira há aproximadamente quatro meses e garantiu que não sabia da gestação dela. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o crime.