O Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) e o Cefet assinaram um protocolo de intenções para o desenvolvimento de novas tecnologias sustentáveis para a reciclagem de automóveis apreendidos em pátios de todo o Estado. Lotados, esses locais abrigam mais de 200 mil veículos.

De acordo com o governo estadual, cerca de 20% deles não serão recuperados pelos proprietários. A iniciativa, de acordo com o Detran-MG, é inédita na América Latina e está alinhada com a norma federal 12.997, conhecida como a Lei do Desmonte, em vigor desde maio.

A legislação regulamenta a atividade do desmonte de peças de automóveis no país, visando o combate ao comércio clandestino.