A macrorregião de saúde Jequitinhonha apresentou piora na incidência de casos de Covid-19 e na ocupação dos leitos e vai regredir, neste sábado (22), para a Onda Vermelha do Minas Consciente, programa de flexibilização da atividade econômica.

As mudanças foram determinadas pelo comitê extraordinário, grupo que avalia a situação da pandemia no Estado, nesta quinta-feira (20). Veja abaixo como fica a divisão do Estado em ondas a partir deste sábado:

  • Verde (mais flexível): nenhuma;
  • Amarela (intermediária): Norte, Sudeste, Triângulo do Norte e Vale do Aço;
  • Vermelha (mais restritiva): Centro, Centro-Sul, Jequitinhonha, Leste, Leste do Sul, Nordeste, Noroeste, Oeste, Sul e Triângulo do Sul.

O grupo também definiu o avanço das microrregiões de Araçuaí, Brasília de Minas, São Francisco, Januária, Pirapora, Salinas, Oliveira e Santo Antônio do Amparo para a Onda Amarela, além da regressão de João Pinheiro, Além Paraíba e São Sebastião do Paraíso para a Vermelha. O Estado reforça que cabe aos prefeitos definir qual regra a cidade irá seguir.

minas consciente

 

De acordo com o governo, apesar da piora na macro de Jequitinhonha, os números gerais do Estado apontam para uma melhora dos indicadores, sendo que o número de solicitações de internação em UTIs Covid teve queda de 6,71% nas últimas quatro semanas. Atualmente, a ocupação é de 78%, índice 3% menor que na semana anterior.

Leia mais:
Fiocruz deve retomar produção da vacina contra Covid-19 só na terça-feira
Idoso usa documento do irmão falecido para receber vacina contra a Covid em Minas
Associação das empresas de telecomunicações alerta sobre efeitos negativos no 'fatiamento' da Oi