A Polícia Civil prendeu um homem suspeito de tráfico de drogas, procurado em Minas e em São Paulo, que é um dos grandes responsáveis, conforme mostraram as investigações, pela distribuição de entorpecentes em Belo Horizonte e Região Metropolitana. Ele foi apresentado nesta terça-feira (27), no 1º Departamento de Polícia Civil.

Segundo o delegado regional Marcelo Cali, as investigações começaram há cerca de dois meses, quando os agentes foram informados de que dois veículos, um Fiat Uno e um Toyota Corolla, com placas de Nova Lima, estavam fazendo entrega de drogas nos bairros Nazaré, Dom Silvério e São Gabriel, na região Nordeste da capital. 

Após dois meses de monitoramento, a polícia localizou o Uno no bairro Céu Azul, com cerca de três quilos de crack embaixo do banco traseiro. O suspeito de tráfico, que completa 35 anos nesta quarta (28), foi preso, e também o motorista do veículo, um homem de 21 anos, que seria o responsável pela condução dos carros durante a entrega das drogas.

"Após a prisão deles, continuamos as investigações e chegamos até um lava-jato em Nova Lima, perto da casa do criminoso, onde ele deixava os carros usados no tráfico. Lá estava o Corolla, que também apreendemos", conta Cali.

O suspeito cumpria pena de 16 anos de reclusão em São Paulo, de onde fugiu após 9 anos de prisão, em uma saída temporária, em 2016.

"Ele tinha o hábito de apresentar um documento falso. Nesta prisão, por exemplo, ele apresentou uma carteira de motorista falsificada. E em São Paulo também quando foi preso. Naquela ocasião, ele levava 13 quilos de pasta base de cocaína e aqui em Minas também, quando foi preso, antes de ir pra São Paulo, estava com três quilos de pasta base", explica o delegado.

O suspeito foi levado para o Ceresp da Gameleria e deve ser encaminhado para uma penitenciária de segurança máxima. "O aniversário dele nesta quarta é um presente para a sociedade", concluiu Cali. O "motorista do tráfico" também está detido no Ceresp.