Com 25 anos de história em Belo Horizonte, o restaurante Vecchio Sogno anunciou, nesta terça-feira (19), que encerrará as atividades com fechamento definitivo. O estabelecimento, instalado no bairro Santo Agostinho, na região Centro-Sul da capital, e comandando pelo chef Ivo Faria, empregava 60 pessoas, incluindo chefs de cozinha, cozinheiros e ajudantes de cozinha, confeiteiros, garçons, maîtres, sommeliers, profissionais de limpeza, administrativo e financeiro, além de estagiários.

Segundo a assessoria de imprensa do local, o fechamento se dá em função do “cenário de instabilidade econômica do país gerado, principalmente, a partir da pandemia e da falta de perspectivas a curto/médio prazo para sustentação dos negócios que dependem da presença do público para funcionar”, diz o comunicado.

Ainda de acordo com a nota, o responsável pelo restaurante avaliou que o momento não é propício para a continuidade do negócio, visto o alto custo de manutenção do estabelecimento.

Como forma de despedida, o restaurante promoverá um último jantar, no próximo sábado (23), às 19h30, que reunirá clássicos do cardápio. A refeição será enviada aos clientes interessados através de um kit personalizado, contendo todos os ingredientes do menu. O jantar será finalizadas em casa, durante uma transmissão ao vivo, que contará com a presença do chef Ivo Faria.

“Eles receberão um kit contendo todos os ingredientes e pré-preparos do menu e ainda terão a oportunidade de cozinhar com o auxílio do chef, aprendendo a preparar pratos que fazem parte da a história do restaurante”.

História

O Vecchio Sogno foi inaugurado no dia 12 de junho de 1995, pelos chefs Ivo Faria e Memmo Biadi, e tem sua trajetória marcada pelo reconhecimento de ser um dos restaurantes mais premiados e relevantes do cenário gastronômico mineiro.

O estabelecimento seguiu sob o comando de Ivo após o fim da sociedade da dupla (que durou até 2001) e se consolidou em Belo Horizonte, com o histórico de prêmios conquistados ao longo dos anos. 

Leia mais:
Distanciamento continua fundamental, mesmo com vacinação, diz Opas
Mulher que perdeu o pai para a Covid-19 sobrevive à doença depois de 15 dias no CTI
Todos os 853 municípios mineiros devem receber a vacina contra a Covid-19 até o fim da semana