Em função da pandemia do novo coronavírus, a rodoviária de Belo Horizonte deve registrar uma queda de 82% no número de passageiros durante o feriado de Corpus Christi - comemorado nesta quinta-feira (10) - segundo estimativa da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), órgão que administra o terminal. 

A expectativa é que sejam realizadas, em média, 169 partidas diárias, entre os dias 10 e 15 de junho, com previsão de 2.529 passageiros embarcando. Quanto às chegadas, são esperados, em média, que 156 ônibus cheguem, por dia, ao terminal, com cerca de 2.360 passageiros desembarcando diariamente, nesse período.

Ao todo, aproximadamente 29 mil pessoas devem passar pela Rodoviária durante o feriado prolongado. Além disso, em torno de 15 mil passageiros devem deixar a capital mineira e 14 mil pessoas devem desembarcar na rodoviária, durante esse período.

Em relação a 2019, é esperada uma redução de 74% nas partidas e 82% no número de embarques. Já as chegadas devem cair 76%, assim como o volume de desembarques (82%). 

Os destinos mais procurados saindo da capital mineira são as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Campinas, Vitória, Guarapari, Conselheiro Lafaiete, Governador Valadares, Montes Claros, São João del-Rei, Santa Bárbara, Ouro Preto, Itabira, Juiz de Fora e Divinópolis.

A rodoviária de BH pede que apenas quem for viajar entre no terminal durante o período de pandemia. Após as 23h30, o acesso é restrito a usuários com passagens, com entrada concentrada entre as plataformas D e E. O uso das máscaras de proteção que cubra nariz e boca também é tratado como imprescindível pela administração e pelas empresas de transporte.

As empresas de transporte também fizeram adequações nas linhas de viagem e horários.

A previsão  da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) para o pico de contágio da Covid-19 em Minas é para 19 de julho. Nesta quarta (10), segundo o boletim epidemiológico, Minas tem 17.501 casos confirmados da doença e 409 mortes.