O governador Romeu Zema (Novo) anunciou, nesta quarta-feira (2), em Itajubá, no Sul de Minas, 38 novos leitos para tratamento de pacientes com Covid no município, totalizando 18 leitos de UTI e 20 de suporte de ventilação (semi-UTI). 

No Hospital das Clínicas serão abertos dez leitos de UTI e 20 de semi-UTI, Os equipamentos não foram enviados pelo Estado, mas financiados pela própria unidade de saúde junto ao Ministério da Saúde, prefeitura e empresários locais, mas serão custeados pelo governo de Minas até que a União os habilite.

Os outros oito leitos de UTI serão abertos na Santa Casa e poderão funcionar a partir de 14 de junho e também serão custeados pelo Estado até que sejam habilitados.

“A pandemia continua sendo uma grande preocupação. Sabemos que os números, sobretudo da região Sul, são os que mais incomodam. O Estado, desde o início da pandemia, fortaleceu o sistema de saúde com aumento dos leitos de enfermaria, UTI, equipamentos e profissionais. Continuaremos a ampliar nosso sistema de saúde, como estamos fazendo em Itajubá. Mas é preciso que a população faça sua parte”, afirmou Zema.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), o Estado paga diária pela UTI. Já na semi-UTI paga caso haja ocupação. Esses leitos podem começar a funcionar imediatamente, tão logo sejam inseridos no sistema da SES-MG.

A macrorregião Sul tinha 271 leitos de UTI em fevereiro de 2020. Em maio deste ano somava 676 leitos de UTI, uma expansão de 405 leitos (149,4%) desde o início da pandemia.

Leia Mais:
Falha mecânica provoca vazamento de oxigênio em hospital de Barbacena
Supremo Tribunal Federal autoriza abertura de inquérito contra o ministro Ricardo Salles