Mais duas lunetas foram instaladas em Belo Horizonte. Desta vez, a rua Sapucaí, no bairro Floresta, na zona Leste da capital, recebeu os equipamentos que permitem visão 360 graus do primeiro mirante de arte urbana do mundo. Nessa quarta-feira (5), três equipamentos foram colocados no Mirante Mangabeiras, na região Centro-Sul. Os dispositivos fazem parte da comemoração de aniversário da cidade, que completa 121 anos na próxima semana. 

A novidade tornou mais especial o almoço de um grupo de amigos. Os quatro resolveram comemorar o início das férias em um restaurante na rua Sapucaí. Pesou para a escolha justamente a paisagem. 

“Viemos por causa da vista. Quando atravessamos a rua para ir embora, encontramos a luneta. Estou me sentindo em Nova Iorque”, brincou o estudante de medicina Hésio Lacerda, de 20 anos. “Se uma pessoa vai para o exterior e vê isso numa cidade maior, acha o máximo. É muito legal ter agora em Belo Horizonte”. Colega dele, Fernanda Cerqueira Mangia, de 25, também aprovou a ideia. “Vou trazer mais gente aqui só para ver”. 

Outra que faz planos é Maria Mariana Aguiar, de 22 anos. Ela pretende voltar ao mirante à noite só para espiar a cidade iluminada.

“Seria ótimo se houvesse uma iluminação especial nos grafites”, sugere, referindo-se às pinturas nas empenas de prédios do Centro que podem ser avistadas do bairro Floresta. “Assim BH fica com jeito de cidade turística. Cuidar e revitalizar é tudo de bom”, completou a médica pediatra Maíra Ferreira, de 30.

As lunetas da rua Sapucaí ficam junto ao balaústre, em frente aos números 265 e 153, nas imediações da avenida Francisco Sales. Pintados em uma cor semelhante à ferrugem para não impactar a paisagem, os  instrumentos medem 1,60 de altura e têm lentes de aproximação que dispensam ajustes. As lunetas são acessíveis a crianças e adultos e podem ser giradas vertical e horizontalmente. Modelos semelhantes foram colocados nas Cataratas do Iguaçu (PR) e nos fortes do Exército no Rio de Janeiro, no Leme e em Copacabana.

Em entrevista ao Hoje em Dia, o presidente da Belotur, Aluizer Malab, contou que o objetivo é dar aos belo-horizontinos e aos turistas uma visão "do belo horizonte que a cidade tem". O gestor também afirmou que a Belotur está estudando a implementação dos equipamentos em outros pontos. "A ideia é, inclusive, levar para lugares poucos explorados", pontuou.

Leia mais:
Lunetas encantam turistas no Mirante Mangabeiras