A cidade de Diogo de Vasconcelos, na região Central, registrou a primeira morte pelo novo coronavírus. Com isso, apenas 12 cidades de Minas seguem sem nenhum óbito por complicações da Covid-19. Os dados são do boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (22) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES). 

Assim, dos 853 municípios mineiros, 841 registraram ao menos um vida perdida para a doença desde o início da pandemia, em março do ano passado. O número é equivalente a 98,6% das cidades. Ao todo, o território já contabilizou 54.162 óbitos.

Segundo dados do levantamento da secretaria, 67% dos mortos tinham alguma comorbidade e a média de idade é de 67 anos. Atualmente, a taxa de letalidade da enfermidade está em 2,6%

Belo Horizonte lidera em número de mortes, com 6.636, seguida por Uberlândia, no Triângulo (3.065), Juiz de Fora, na Zona da Mata (1.966) e Contagem, na Grande BH (1.877).

Baixo índice populacional

Uma característica comum entre as cidades mineiras onde ainda não foram registrados óbitos por Covid é o baixo número de habitantes. Entre elas, a que tem mais moradores, segundo dados do IBGE em 2020, é Bonito de Minas, no Norte do Estado, com 11.369. A menor é Serra da Saudade, no Centro-Oeste, com 776 moradores.

Veja a lista com os municípios: 

- Aricanduva (Vale do Jequitinhonha)
- Bonito de Minas (Norte de Minas)
- Campo Azul (Norte de Minas)
- Cedro do Abaeté (Centro-Oeste)
- Desterro do Melo (Campo das Vertentes)
- Estrela do Indaiá (Centro-Oeste)
- Patis (Norte de Minas)
- Pedro Teixeira (Zona da Mata)
- Santana dos Montes (Região Central)
- Serra Azul de Minas (Região Central)
- Serra da Saudade (Centro-Oeste)
- Serranos (Sul de Minas)

Leia mais:

Anvisa determina recolhimento de lotes interditados da vacina CoronaVac
Transmissão da Covid-19 volta a subir em Belo Horizonte e atinge novamente a taxa de 1,08