Por coincidência (ou não), nesta sexta-feira (28), logo após o fim do Carnaval, é comemorado o Dia da Ressaca. Quem perguntar por aí o que fazer para evitar ou aliviar o desconforto vai encontrar diversos conselhos. Mas o que funciona ou não? O Hoje em Dia separou sete estratégias famosas que as pessoas usam e explica o que é mito e o que é verdade, de acordo com a nutricionista Juliana de Oliveira. Confira:

1- Ingerir suco de tomate ajuda a melhorar mais rápido.

VERDADE

No tomate encontramos o licopeno, um antioxidante que ajuda a combater as substâncias tóxicas acumuladas no fígado. Há outras opções como morango, melancia, cereja e amora. 

2- Tomar uma colher de azeite de oliva antes de beber evita a ressaca.

MITO

Na verdade, o que ocorre é que a gordura do azeite faz com que a absorção do álcool seja mais lenta, mas em algum momento, o álcool será absorvido, podendo causar a ressaca se o consumo for exagerado.

3- Atividades físicas não são recomendadas na ressaca.

VERDADE 

Quando estamos de ressaca, nosso organismo encontra-se desidratado e com uma quantidade baixa de nutrientes. Por isso, é essencial o descanso, para repor as energias. 

4- Isotônicos e energéticos são ideais para acelerar a recuperação.

MITO

Isotônicos são bebidas mais indicadas para atletas. É melhor consumir a água de coco natural para repor os nutrientes perdidos na bebedeira.

5 - Comer massa depois da bebida e antes de dormir diminui os sintomas.

MITO

O consumo tem que ser feito antes, para que haja o retardo da absorção do álcool em seu organismo.

6 - Comer um doce corta o efeito do álcool.

VERDADE

A glicose auxilia na eliminação do álcool do organismo. Dê preferência aos alimentos ricos em açúcar natural, como as frutas.

7 - Vinho causa uma ressaca mais intensa do que a cerveja.

VERDADE

Vinhos têm em sua composição os taninos, que em algumas pessoas podem causar dor de cabeça mais intensa.

*Estagiária, sob supervisão de Cássia Eponine

Leia mais:
Carnaval sem ressaca: Veja dicas para evitar ou espantar esse desconforto