A Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte (SMSA) confirmou a chegada de um lote de 3 mil doses da vacina pentavalente, em falta desde agosto na capital. A previsão é que até a próxima terça-feira (8) todos os 152 centros de saúde já estejam abastecidos, mesmo que com menos doses.

As 3 mil doses recebidas pela SMSA no início desta semana representam menos da metade do lote enviado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) regularmente, que é de 8 mil. A distribuição começou a ser feita nessa quarta-feira (2) e, mesmo que em menor quantidade, todos as unidades receberão as doses.

A vacina pentavalente tem como público-alvo bebês, que devem receber três doses, aos 2, aos 4 e aos 6 meses de vida. O medicamento protege as crianças contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e meningite causada pela bactéria Haemophillus influenzae.

Distribuição em Minas

A SES-MG confirmou que recebeu 43 mil doses da vacina para serem distribuídas em todo o Estado e que o medicamento já está nas Unidades Regionais de Saúde. As regionais são responsáveis por fazer a distribuição para os municípios e o tempo desse trabalho depende da logística de entrega de cada uma. A secretaria ainda informou que todos os municípios receberão doses e que a quantidade será determinada pela cota de rotina, consideradas as quantidades reduzidas.

A reportagem entrou em contato com prefeituras da Região Metropolitana de Belo Horizonte e o medicamento ainda estava em falta nos postos. A cidade de Itabira, na região Central, informou nessa quarta-feira a falta da vacina em suas unidades de saúde.

Antes prevista para outubro, a normalização dos estoques em todo o país foi postergada para novembro. Em nota, o Ministério da Saúde, responsável pela distribuição, apenas trocou o prazo, mas não informou o motivo do adiamento.

A vacina começou a faltar nos centros de saúde do Brasil após um lote vindo do fornecedor indiano Biologicals E. Limited ser reprovado em testes do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Orientação

O Ministério da Saúde informou, ainda, que assim que os estoques da pentavalente forem normalizados, o SUS fará busca ativa pelas crianças que completaram 2, 4 ou 6 meses de idade, entre os meses de agosto e novembro, para vaciná-las.

Já para pais de crianças de Belo Horizonte, a SMSA orienta que compareçam às unidades de saúde correspondentes na próxima semana. Quem quiser ligar antes de ir até ao centro, pode consultar a lista de telefones disponível no site da PBH.