A primeira etapa da campanha de vacinação contra o sarampo em 2020 terá início hoje em todo o país. Até 13 de março serão imunizadas crianças e jovens de 5 a 19 anos que não receberam nenhuma dose ou estão com o esquema vacinal incompleto. A estimativa é de que cerca de 2,1 milhões de pessoas nessa faixa etária estejam suscetíveis à infecção em todo o Estado.

Em 2019, Minas Gerais vivenciou surto da doença, com 136 casos. Com incidências preocupantes em outras partes do país, o Ministério da Saúde manteve o alerta para a circulação ativa do vírus em todo o território nacional.

O atual esquema de vacinação para que o indivíduo seja considerado imunizado contra o sarampo são duas doses para quem tem de 12 meses a 29 anos e uma dose para as pessoas de 30 a 49 anos.

Na capital mineira, cerca de 180 mil pessoas devem tomar as doses nessa primeira fase da campanha. Hoje, em Belo Horizonte, a faixa etária com menor índice da segunda dose é de adolescentes com 15 e 16 anos (29,8%), seguida por aqueles com 13 e 14 (57%) e jovens de 17 a 19 (67%). Os dados são da Secretaria Municipal de Saúde (SMSA).

Surto
Em 2019, 52 casos da doença foram confirmados no município. Desses, 15 eram importados e 37 foram pacientes infectados na própria metrópole. Todos os pacientes evoluíram bem e sem complicações.

Já neste ano, segundo a SMSA, nenhuma notificação foi reportada às autoridades. Porém, depois dos surtos registrados nos últimos doze meses, as autoridades afirmam que todo cuidado é pouco.

A preocupação também se estende para o período de Carnaval. A transmissão da enfermidade é facilitada em aglomerações.

Conforme o Hoje em Dia mostrou na edição da última quinta-feira, cerca de 5 milhões de pessoas são esperadas para curtir a folia em Belo Horizonte. 

Em meio a tantos males em circulação no país e no mundo, as autoridades reforçam não ser possível saber se os turistas que virão à capital mineira também estarão protegidos.