O hospital Eduardo de Menezes, no bairro Bonsucesso, na região do Barreiro, em Belo Horizonte, retomou os atendimentos na tarde desta terça-feira (14). O espaço estava fechado desde o último domingo (12), quando um transformador queimou.

Devido ao incidente, oito pacientes que estavam internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) precisaram ser encaminhados a outras unidades de saúde da capital. Segundo a Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig), eles retornarão ao Eduardo de Menezes conforme o quadro clínico permitir o transporte.

Durante o fechamento, o local precisou cancelar os atendimentos que estavam agendados para segunda-feira (13). Com a energia restabelecida nesta manhã, consultas e admissões na enfermaria e na UTI já ocorrem normalmente nesta tarde.

Hospital Eduardo de Menezes
Ambulatório referência em infectologia ficou quase 40 horas sem o transformador principal

Referência em infectologia, o Eduardo de Menezes tem o único ambulatório para atendimento a pessoas trans em BH. O hospital faz parte do Serviço de Assistência Especializada do Ministério da Saúde e é usado também para pesquisa, formação e capacitação de profissionais da área.

Segundo a Fhemig, foram quase 40 horas de problemas no transformador que abastece o ambulatório. Por volta de 16h de domingo, o equipamento estragou, o que motivou o acionamento de outros dois aparelhos a diesel que abastecem a unidade.

Contudo, o bico injetor do combustível de um dos transformadores reserva quebrou. Além disso, cada um consome cerca de 600 litros para funcionar, e a Fhemig optou então por cancelar os atendimentos e remanejar os internados.

Leia Mais:
Hospital Júlia Kubitschek fará cirurgias de gênero em pacientes transexuais
Casos suspeitos da síndrome nefroneural já chegam a 17 em Minas
Polícia investiga se idoso morreu em Contagem por ter caído de uma maca na UPA