Milhares de homens em todo o mundo serão esterilizados nesta sexta-feira (13) por ocasião do Dia Mundial da Vasectomia, que tem por objetivo incentivar a população masculina a se envolver mais na questão do planejamento familiar.

Setecentos e cinquenta médicos de 25 países aplicarão esta técnica de esterilização em mais de 3.000 voluntários.
"Ao assumir sus responsabilidades no planejamento familiar, os homens se transformam em heróis para seus cônjuges, suas famílias e nosso futuro", declarou o cofundador do evento, Jonathan Stack.

O evento acontece depois de um relatório de militantes da causa, que alertam que os países mais pobres não estão cumprindo com o objetivo de dotar as mulheres com os meios contraceptivos modernos.

Em uma cerimônia em um templo de Gianyar, na ilha de Bali, os seis primeiros voluntários foram apresentados e depois se submeteram ao procedimento.

Segundo os organizadores, cerca de uma em cada dez gestações não é planejada e muitas mulheres grávidas são abandonadas e têm de enfrentar sozinhas uma gravidez não desejada.

Em muitos países, menos de 1% dos homens optam pela vasectomia, um procedimento que não apresenta riscos e não afeta a vida sexual dos operados.